1/3

Ao preservar as tradições do Budismo Tibetano,

o Projeto Yeshe De trabalha para garantir a sobrevivência de ensinamentos que são inestimáveis para toda humanidade hoje e no futuro.

Nossa história

Projeto YESHE-DE de Preservação de Textos Sagrados do Budismo Tibetano

Yeshe De Tibetan Text Preservation Project

green-bodhi-leaf-isolated-white-backgrou

Quase 60 anos atrás, quando se tornou evidente que 100.000 refugiados tibetanos na Índia não iriam para casa tão cedo (se fossem) e os detalhes da destruição da cultura tibetana, monastérios, bibliotecas e locais sagrados, estavam sendo divulgados, Tarthang Tulku Rinpoche fez uma promessa de dedicar sua energia vital e tempo a preservar o Buddha Vacana, as palavras do Buddha, e os ensinamentos do budismo tibetano.

TenzingNorgaysNephew.jpeg
StatueWithSacredTexts.jpeg

Assim, as sementes de uma visão nasceram. Nesta época ele estabeleceu as bases na Índia e na América, e então nasceu o Projeto Yeshe De de Preservação de Textos Sagrados do Budismo.

 

Em 1989, começamos nossa produção de livros para distribuir no Grande Cerimônia da Paz Mundial em Bodh Gaya. O empreendimento inicial - 1.400 livros em 1989 - cresceu exponencialmente.

A partir da 30ª Cerimônia, em janeiro de 2019, o Projeto Yeshe De já imprimiu 7 milhões de livros.

Destes, 5 milhões foram distribuídos em Bodh Gaya e para o Sangha no Tibete.

 

Cerca de 456.000 pessoas participaram das 30 Cerimônias, praticamente todas elas receberam nossos livros.

Mais de 3.300 monastérios Nyingma na Índia, Nepal, Sikkim, Ladakh, Butão e Tibete receberam colecções e livros individuais. E desde 2000, os principais mosteiros de todos as outras escolas do Budismo Tibetano recebem livros todos os anos para seus centros.

Além da distribuição de 5 milhões de livros para o Sangha, o Projeto Yeshe De produziu 8 grandes coleções do Kanjur e Tanjur. Coletivamente, cerca de 5.400 conjuntos da maioria dessas coleções foram distribuídos não apenas aos monastérios e colégios Nyingma, mas também aos principais monastérios e shedras das outras três escolas. Além disso, conjuntos da Edição Nyingma original do Kanjur e Tanjur foram distribuídos para universidades e bibliotecas nos Estados Unidos, Europa e Japão.

Os custos deste empreendimento tem sido surpreendentes: os materiais, pessoal, construção e equipamentos.

É difícil entender como essa visão se manifestou de maneira tão concreta e vasta. Claramente, não poderia ter sido realizado sem a visão, orientação e perseverança de Rinpoche e sem a dedicação de doadores, voluntários e estudantes que participaram do projeto, muitos por 30-40 anos diretamente.

A gama de mestres Nyingma que o Projeto Yeshe De publicou é vasta e profunda.

Inclui o rei Srongtsam Gampo, do século VII, cujo Mani Kabum é reverenciado por monásticos e traz lágrimas aos olhos dos leigos tibetanos. O reverenciado Omnisciente Longchenpa, do século XIV, cujas obras inspiraram os corações e transformaram a mente de milhares de praticantes durante séculos.

Os grandes mestres Mindroling do século XVII, incluindo os comentários eruditos de Terdag Lingpa e a requintada poesia de Lochen Dharmasri. E o incomparável Jigme Lingpa, do século XVIII, que recebeu através da transmissão visionária de 500 anos, todo o corpo de escritos e ensinamentos de Longchenpa, e que por sua vez catalisou a prática e transformação de milhares de estudantes com seus próprios ensinamentos Longchen nyingtik. Patrul Rinpoche, e a lista continua e continua, com um renomado mestre após o outro.

Estes são apenas alguns de centenas de mestres, jóias em redes e correntes de linhagens que se estendem desde o Buddha até os atuais praticantes tibetanos em toda a Ásia. Para que essas linhagens continuem, elas precisam dos livros para estudar, praticar e serem vasos apropriados para receber as iniciações e os poderes de Mantrayana. Assim, enquanto no Ocidente ainda não podemos ler ou entender essa literatura, e embora possamos sentir que há pouca conexão com nossas vidas, ainda assim, esse esforço é fundamental. Pois, mantendo as linhagens vitais, profundas e vivas na comunidade tibetana, temos a chance de que, algum dia, elas possam ser transmitidas intactas e puras para o Ocidente.

É verdadeiramente extraordinário que tenhamos podido fazer parte do que pode ser um dos maiores e mais generosos esforços de preservação de textos já realizados nesta terra, neste planeta -  todos com o único propósito de iluminar e compartilhar sabedoria, transformando a negatividade e trazendo harmonia e paz em nosso mundo.

Filme premiado THE GREAT TRANSMISSION (A GRANDE TRANSMISSÃO DOS ENSINAMENTOS)

Songtsen Gampo
Longchenpa
Terdag Lingpa
Patrul Rinpoche